Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO



Sábado, 31.08.13

Sporting - Benfica (umas horas antes do jogo)

O Sporting vem de duas boas vitórias, vitórias convincentes que se transformaram em duas goleadas e hoje encontra-se com o Benfica, uma equipa num momento mais frágil, uma equipa que parece não ter o entrosamento ideal. Mesmo havendo esta disparidade de "momentos", o Benfica continua a ter o melhor plantel, continua a ter soluções que o Sporting não tem, tem a experiência que o Sporting não tem e hoje por se tratar de um derbi, o Benfica pode ganhar aquela força extra (a chama do ano passado) e conseguir um resultado bastante positivo no campo do inimigo de Lisboa. 

 

Eu acredito que o Benfica saia de Alvalade pelo menos com um ponto, mas exijo que o Benfica seja superior, que demonstre que consegue dominar equipas boas, que consegue jogar em campos adversos, que consegue quebrar com bons momentos, só assim é que vejo o Benfica a conseguir fazer algo na Europa e cá, visto que o Porto não é equipa que goste de dar muita margem de manobra.

 

Quanto ao 11 que aponto para o jogo :

 

Artur | Maxi - Luisão - Garay - Cortez | Matic - Enzo - Salvio - Gaitan - Djuricic / Rodrigo | Lima

 

A duvida está no Djuricic / Rodrigo, tudo vai depender da vontade de Jesus. Quanto aos outros convocados, temos por posições :

 

Paulo Lopes | Jardel | Sulejmani - Ruben Amorim - Fejsa | Markovic - Rodrigo - Cardozo - Funes Mori

 

Como podem ver, não há alternativa para o lado esquerdo defensivo, e o direito só Rúben Amorim. Para avançados ai já dá para jogar num 3-3-4. Sinceramente não compreendo a inclusão de Funes Mori. Grande surpresa na chamada de Cardozo, mas só entra se o Benfica estiver aflito é claro.

 

Na bancada temos :

 

Steven Vitória - Lisandro Lopez - Mitrovic - Melgarejo (já saíu?) - Sílvio (por lesão) | André Almeida (triste por não o ver nem no banco) - André Gomes - Urreta - Carlos Martins - Ola John | Djálo 

 

Como se pode valorizar jogadores se nem na cancha estão?

 

Mesmo assim, Força Benfica!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por SamuelOkunowo às 14:33

Segunda-feira, 26.08.13

É bom sentir um 90+2 positivo. (Benfica 2 - 1 Gil Vicente)



Sempre bom sentir felicidade ao ver alguém a marcar aos 90+2, e ainda maior foi a felicidade de ver alguém do Benfica a marcar aos 90+3. O jogo ficou 2-1, foi uma vitória que acabou por ser justa pelas oportunidades criadas na primeira parte, mas claro, se houvesse maior felicidade da parte dos gilistas a vitória para o lado deles também não seria injusta pela raça e determinação que evidenciaram.

 

O Benfica teve a sorte do jogo, a sorte que não tivemos o ano passado e que nos tirou o campeonato e a liga Europa das mãos, mas a jogar assim não vejo grande êxito do Benfica no final da época, devido a alguns dos seguintes factores.

 

1 - Defesa mole e descoordenada e com algumas peças fora de forma.

 

2 - Lentidão no processo ofensivo, jogadas individuais exageradas

 

3 - Finalização desastrosa... Cardozo, por mais que não goste de ti, o teu pé esquerdo está sempre apontado para a baliza e não para o 3º anel.

 

4 - Falta de garra em muito dos momentos.

 

 

A bom jeito de um blog que leio, vou dar uma cotação aos jogadores do Benfica de 1-5 numa escala diferente todas as semanas, esta semana são as cervejas.

 

5 - Duvel (Loira, encorpada e deliciosa)

 

Markovic - Entrou e fez logo diferença, teve boas anotações e conseguiu o golo do empate numa boa, para não dizer excelente finalização.

 

4 - Super Bock (esta não engana e cá não há melhor)

 

Lima - esforçado e sóbrio, um pouco desastroso na finalização mas lá nos deu o golo da vitória

 

Djuricic - Aquela assistência é o que ele faz de melhor e o jogo com ele ganhou outra dimensão

 

Matic - esteve bem nas suas funções de médio defensivo e criou alguns desequilíbrios

 

3 - Heineken (a menina holandesa fica a perder para a portuguesa)

 

Cortez - muito esforçado, concentrado e dedicado. Só não tem mais porque detesto a maneira que sobe no terreno, sempre da mesma forma e em que 90% dos casos não resulta em nada

 

Garay - eficiente como sempre, mas com a defesa a abanar de vez em quando não pode ter mais pontinhos

 

Luisão - esteve melhor que no jogo passado, mesmo assim ainda está com record negativo

 

Sulejmani - mexeu com o jogo, não de forma tão notória como os seus amigos sérvios

 

Rodrigo - tentou, desequilibrou mas a sua falta de acerto foi determinante para o seu 3

 

2 - Cristal (temos que admitir que estamos a falar de gamas baixas)

 

Artur - Muito inseguro e desastroso na saídas às bolas.

 

Enzo - Alguém o viu a jogar?

 

Gaitan - Alguém o viu a jogar?

 

Salvio - Alguém o viu a jogar? (este ainda em baixo de forma, certamente fará a diferença já na próxima semana)


Jorge Jesus - Só não tem 1 porque no final até ganhamos, apatia total quando o Benfica se encontrava nas lonas... esperava mais do 7º melhor treinador do mundo e top 10 em termos de ordenado.

 

1 - Finkbrau (o modelo alemão não significa qualidade)

 

Maxi Pereira - Erro infantil aliado a uma falta de velocidade escandalosa. Gostava de ver o André Almeida a jogar aqui nesta posição.


 

 

De referir que no banco ainda estiveram sentados Steven Vitória (gostei da tua atitude nos golos do Benfica, demonstra felicidade de cá estar), Paulo Lopes, Ruben Amorim e André Almeida.

 

Na bancada estiveram os ilustres : Oscar Cardozo (na versão sem charuto), Melgarejo, Jardel, Lisandro Lopez, Djaló, Carlos Martins, Funes Mori, Fejsa, André Gomes, Urreta, Ola John, Sílvio e Mitrovic ... o conjunto destes jogadores todos ainda dava para ter o Bale a jogar no Benfica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por SamuelOkunowo às 00:32

Domingo, 25.08.13

Académica 0 - Sporting 4 - O futebol continua

Ontem o Sporting deslocou-se a Coimbra para rubricar uma exibição consistente que lhe valeu os 3 pontos. Numa fase em que os processos de jogo estão ainda a ganhar rotinas, a equipa respondeu bem, conseguindo por-se em vantagem a meio da primeira parte. Com William Carvalho a impor o seu físico na sua zona de acção e Adrien Silva a disputar todos os lances com intensidade e agressividade, a Académica teve muitas dificuldades em desenvolver o seu jogo ofensivo, desaparecendo do jogo quando ficou reduzida a 10 elementos, já na segunda parte, no lance da grande penalidade que veio a resultar no terceiro golo do Sporting. No lado oposto, municiados pelos homens do meio campo, ambas as alas do Sporting funcionaram em bom nível, levando à construção deste resultado. Foi notória a gestão de esforço da equipa a seguir ao 4º golo, não forçando a obtenção de um resultado mais dilatado, mas depois da questão dos 3 pontos estar assegurada a diferença de golos não era já a variável mais importante. Houve ainda tempo para experimentar Rojo na esquerda, com Dier ao lado de Maurício e ver Slimani em acção por alguns minutos.
 
Destaco Carrillo (um jogador muito evoluído tecnicamente e muito forte nos duelos individuais, como um forte arranque de época que espero que seja para manter), Jefferson (regular a defender, acrescenta profundidade no ataque), William Carvalho (importante no primeiro momento de construção), Adrien Silva (joga e faz jogar) e Wilson Eduardo (detentor de um estilo menos exuberante do que o seu colega Carrillo, tem demonstrado vontade e objectividade). Destaco também o golo de Rojo, que assim consegue ultrapassar o registo de Anderson Polga (!) no campeonato. 
 
Tendo em conta a filosofia jogo-a-jogo que foi apresentada no lançamento desta nova época, os 6 pontos nas duas primeiras jornadas não surpreendem. A equipa continua a crescer e a melhorar alguns aspectos do seu jogo. É certo que os adversário não eram de nomeada, mas na época passada foi contra este tipo de adversários que o desastre se construíu. O adversário seguinte será já um teste duro a esta equipa, exigindo grande intensidade em todos os momentos do jogo e concentração total. 
 
Uma nota final a propósito do caso Bruma. Como há muito já se percebeu, este não é um caso Sporting vs Bruma, mas sim um caso Sporting vs Agentes. E mais uma vez ficou claro que outro qualquer resultado que não seja favorável ao Sporting será sempre uma derrota do futebol em geral. Infelizmente, os parasitas que estão a "gerir" a carreira do promissor Bruma vão tentar perpetuar esta guerra, com grande dano da sua evolução. Não renovando, Bruma ficará um ano a manter a forma sozinho e sem competição, ficando a dúvida se Bruma conseguirá recuperar o tempo perdido, caso não comece a competir com regularidade. Isto é, nada garante que Bruma jogue com regularidade em 2014/2015 caso assine pelo Galatasaray ou qualquer outro emblema. A inflexibilidade do Sporting tinha já garantido uma vitória ao clube, permitindo a renovação tranquila com uma série de jovens da equipa B. A inflexibilidade neste caso continuará a ser uma vitória. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Kirovski às 10:56

Sexta-feira, 23.08.13

Passar umas férias em grande

Muito digo a quem conheço, que ao ter dinheiro o melhor sitio para se viver é mesmo em Portugal e se ainda der para ganhar mais uns milhõestrocos no Benfica, ainda melhor. Estão a ver melhor sitio para finalizar uma carreira de sucessos, uma carreira onde já não é preciso ganhar mais nada do que em Lisboa. Lisboa tem tudo, tem grandes restaurantes, grandes casas, grandes noites, tem Brasileiros, tem Portugueses e o Júlio César muito agradece o interesse do Benfica que está desesperadinho para tirar o Rei Artur da baliza.

 

Pagar cerca de 2/3 milhões ano a um redes, que é indiscutivelmente bom, é totalmente exagerado para mim. Mas já que o Benfica está com uma saúde financeira enorme e já que paga 4 milhões a treinadores e que vende jogadores todos os dias, parece-me mesmo excelente esta contratação (se esta for para a frente).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por SamuelOkunowo às 02:21

Quarta-feira, 21.08.13

Nota Artística Zero

Quando comecei a ver o jogo este já ia nos seus 20 minutos, e muito já pressionei eu para conseguir chegar a horas para ver esta grande vergonha. O Benfica apresentou-se num esquema de 4-5-1, sendo que estes 5 médios deviam ter dado conta de toda a pose de bola e de bastante criatividade no ultimo terço do meio campo, coisa que não aconteceu. Processos lentos, pouca pressão, aberturas para contra ataques contrários, falta de ideias foi o que mais registei na primeira parte. Visto que existem duas equipas em campo, o Marítimo lá conseguiu arrancar (eu também marcava) um penalti e com sucesso o finalizou.

 

A segunda parte começou com duas substituições, substituições essas muito pouco utilizadas no futebol, visto que os dois jogadores que saíram nem tiveram hipótese de mudar a sua forma de jogar no inicio da segunda parte. Com essas substituições, entrada de Rodrigo e Ola John por Rúben Amorim e Djuricic o Benfica apresentou-se no conhecido 4-4-2. Mesmo com excesso de opções, Jorge Jesus decidiu utilizar Ola John no lado direito do campo, e nesse lado Ola John para mim torna-se num jogador bastante banal. Nesta segunda parte ainda mais ficaram evidenciadas as deficiências do Benfica nos seus processos ofensivos, muita lentidão e pouca movimentação da parte dos jogadores.

 

É de referir que o golo do Benfica surgiu numa atitude de raça por parte de Lima, em que conseguiu ganhar uns 1000 ressaltos e ainda teve a classe para colocar a bola redonda para Rodrigo. Em mais um erro defensivo do Benfica o Marítimo conseguiu o golo da vitória.

 

Positivo :

 

Lima - Pelos ressaltos que ganhou e pelo golo oferecido

 

Negativos :

 

Luisão - Falta de Rins, falta de velocidade, um jogador a mais no Benfica

 

Bruno Cortes - Continua a atacar sempre que a bola está no lado dele, não digo nada sobre a sua imensa vontade de fazer a diferença, mas a sua falta de inteligência é notória

 

Jorge Jesus - Salgalhada total, imensas opções para só jogarem 14.

 

Gostaria de fazer uma critica mais extensa, mas nem o local nem a companhia e nem a motivação de estar a ver o jogo foram pontos cruciais para que a minha atenção fosse a maior durante o jogo. Mesmo assim, vendo o Benfica com tanta falta de ideias, vejo as coisas um pouco negras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por SamuelOkunowo às 17:03

Segunda-feira, 19.08.13

Sporting 5 - Arouca 1: O regresso do Futebol

O campeonato arrancou da melhor maneira para o Sporting, com um resultado dilatado frente ao Arouca. Apesar da inexperiência relativa do adversário (digo relativa, porque muitos dos seus jogadores têm já muito futebol nas pernas), este jogo fica marcado pelo regresso do futebol bem jogado a Alvalade. Ainda sem Slimani, o Sporting mostrou ter uma série de soluções ofensivas que, aliada à boa atitude da equipa, fez com que o resultado chegasse a estes números. O destaque a nível individual vai necessariamente para Fredy Montero, que na sua estreia oficial consegue marcar por 3 vezes, mostrando que embora não tenha uma grande presença física na área, compensa com técnica e instinto. Mas tenho de destacar também as exibições de Jefferson (apesar de não ter tido sucesso nos livres directos, terminou o jogo com duas assistências), William Carvalho (muito forte nos duelos individuais e a construir jogo), Maurício (continua a cumprir e marca golos), Adrien (a manter o ritmo elevado da pré-época), Wilson Eduardo (finalmente a ter uma oportunidade na primeira equipa e a corresponder), Rui Patrício (muita segurança quando teve de intervir) & Diego Capel (ainda a tempo de fazer uma assistência). 

Tirando a exibição apagada de Magrão (ainda assim, saiu com a equipa já a ganhar) e os pontapés para a frente de Rojo (terá ficado com os "livros" de Polga?), este foi um jogo que deu boas indicações para os próximos jogos, permitindo ter já uma boa ideia do modelo que Leonardo Jardim pretende implementar no Sporting. O próximo confronto é já no sábado com a Académica, um adversário que provavelmente terá as mesmas características: uma equipa recuada, a segurar o ponto, espreitando o contra-ataque. Acima de tudo, espero que o bom futebol continue.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Kirovski às 10:17

Segunda-feira, 12.08.13

A pré-época - Balanço

 

O Sporting fez ontem o último dos jogos de preparação para época 2013/2014. Neste último mês foram notórias as diferenças entre esta equipa e uma outra que jogou com as mesmas cores na época passada. Aliás, arrisco a dizer que qualquer semelhança entre as duas é pura coincidência... 

Tenho dito às pessoas que me rodeiam, que há apenas uma contratação que não pode falhar este ano: o treinador. E até agora o trabalho realizado tem-se sentido de uma forma muito positiva. Nota-se um grupo concentrado, com vontade de interpretar em campo as ideias do treinador, praticando um futebol de processos mais simples, mais rápido, ao primeiro toque. E com esta nova filosofia, este novo modelo de jogo parece-me que há interpretes mais talhados para o executar do que outros. Assim sendo não me chocará se na próxima semana Wilson Eduardo for titular em vez de Diego Capel. E Carrillo comece no banco também. Que Gerson Magrão pegue de estaca no onze, em especial se mantiver esta atitude competitiva. E que William Carvalho jogue no miolo, com ou sem Rinaudo.
Montero parte em vantagem para jogar na frente de ataque, sobretudo por ter mais tempo de treino. Slimani é o avançado com as características que o Sporting precisava há muito tempo, mas resta saber se a adaptação ao futebol português será rápida, e se ao bom porte físico se juntam os atributos técnicos para não ser mais um "purovic" desta vida.

Na defesa moram as maiores incógnitas. Na direita Cédric Soares procura a época de afirmação, mas terá de mostrar muito mais. Welder não comprometeu  na pré-época mas é cedo para dizer que será uma alternativa viável à posição de defesa direito. Na esquerda Jefferson será a primeira opção (parece que Evaldo será bem encaminhado para outras paragens...), tenho como sombra a adaptação de Rojo ou um dos defesas da equipa B (Mica ou King). No meio há que lamentar a falta de propostas para a venda de Rojo, claramente o jogador mais sobrevalorizado do plantel, com uma especial apetência para comprometer e pôr a defesa em apuros. Apesar disso espera-se que seja titular...
Dos restantes candidatos ao centro da defesa, confesso que fiquei impressionado com a pré-época tranquila de Maurício, que cumpriu com eficácia e alguma classe o seu papel. Eric Dier pela sua estatura e entrega, parece-me que terá lugar de caras nesta equipa assim que estiver a 100%. Tiago Ilori é uma carta fora do baralho (pelo menos por enquanto) e todos os outros centrais deverão ser opções regulares na equipa B, sendo chamados à A quando necessário.

No meio campo surpreendeu o ritmo competitivo de Adrien Silva nesta pré-época. Absolutamente irreconhecível! E o supracitado William Carvalho. André Martins tem assumido um papel importante no meio campo e deverá ser opção regular para Jardim. André Santos e Chaby partirão em desvantagem, embora também não tenham comprometido neste último mês.

Na frente de ataque tenho pena que esta não seja a época de afirmação de Labyad, um talento demasiado bem pago para o seu próprio bem. Cissé partirá em desvantagem em relação a Montero & Slimani, mas pode ser que consiga somar minutos ao longo da época. E como dito no ínicio do post, o estilo rápido e simples do futebol de Jardim perde gás no individualismo de Capel e Carrillo. Apesar do espanhol continuar a ser um dos favoritos das bancadas, será necessária uma evolução do seu jogo colectivo para poder dar à equipa aquilo que ela precisa. O mesmo com Carrillo, que a pesar de ter marcado um golo ontem, com a sua habitual displicência perdeu demasiadas bolas na frente de ataque. 

Faltou apenas falar na situação da baliza, que ficará sempre bem entregue quer Rui Patrício fique ou saia.  

 

Depois de uma época miserável a todos os níveis (em especial em termos exibicionais), o Sporting acabou a pré-temporada com indicadores positivos, mostrando que será capaz de se apresentar em muito melhores condições do que há meses atrás. Daqui a algumas semanas será fácil criticar se tudo correr mal, mas agora, antes dos jogos oficiais, parece-me que o Sporting, com a matéria-prima da academia e uma série de contratações de baixo custo, montou uma equipa capaz de brindar o seu público com bom futebol e apresentar resultados positivos caso a sorte e as habituais condicionantes que persistem no futebol português assim o permitirem. Sinal mais para a equipa técnica (ao que parece, alguns destes reforços low-cost estavam debaixo de olho há algum tempo) e para a equipa directiva. Segue-se o Arouca, desta vez a doer, no regresso das matinés a Alvalade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Kirovski às 18:30

Quinta-feira, 08.08.13

Benfica e o seu 11

Julho já passou, estamos a entrar a 1/3 de Agosto e ainda muitos dossiers estão para serem tratados, para não falar que daqui a 1 semana e pouco já começa os jogos a doer. A coisa é certa, o Benfica ainda não vendeu nenhum activo, só aqueles que jogavam pelo Benfica B.

 

Fazendo um esboço do 11, suplentes e os homens da tributa, vou-me fazer entender:

 

Guarda Redes : Artur

Defesas : Maxi, Luisão, Garay, Cortez

Médios : Enzo, Matic, Salvio, Gaitan

Avançados : Lima, Markovic


Suplentes (7) : Paulo Lopes, Silvio, Lisando Lopez, Djuricic, Ola John, André Almeida, Rodrigo (contando que temos que dar opções para todas as posições)

 

Tribuna : Cardozo, Sulejmani, Mirkovic, Steven Vitória, Urreta, Melgarejo, Jardel, Farina, Ruben Amorim, Carlos Martins, André Gomes, Djalo, Jara (mais familias, são só 100 ali a ver o jogo).

 

Eu nem coloco aqui Rui Fonte, os Irmãos Sérvios, Rojas, Luisinho nem a possibilidade Funes Mori.

 

A 23 dias do fecho do mercado, a 10 dias do inicio do campeonato, não terá o Benfica um plantel exageradamente grande? Para não falar de salários altíssimos e a dificuldade de os colocar no nosso campeonato a rodar. O Benfica pode ser um gigante adormecido, pode estar a crescer, mas este passo de ter 30 jogadores com possibilidade de jogar é um bocado exagerado para mim. Se as coisas correrem bem, BOM, se as coisas correm mal haverá muitos problemas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por SamuelOkunowo às 13:35

Quarta-feira, 07.08.13

Novelas Internacionais 2013 #1

Não posso deixar de parte as boas "novelas" internacionais que acontecem no mundo do futebol nos dias de hoje, se não as escrever por aqui talvez um dia nem me lembre delas, por isso é bom deixar aqui o meu pequeno testemunho. Desde já deixo em aberto a participação de todos os intervenientes (que neste momento só há mais um, mas um dia haverá mais).

1 - Ronaldo vs Mourinho

Sim, é hoje de madrugada que o Mourinho com o seu Chelsea volta a encontrar a sua ex equipa, o Real Madrid, mas mesmo estando em outro clube não para de atacar a estrutura dos "Los Blancos" e agora virou-se para a "pérola" nacional do futebol com as seguintes palavras "Quando tinha 30 anos treinei o Ronaldo, não este, o verdadeiro".

Sinceramente não entendi o que o Mourinho quis dizer com isto, não entendo o porquê de ele querer rebaixar o Ronaldo se foi este que lhe deu com muito esforço e dedicação os poucos títulos que o Mourinho conseguiu ganhar em Madrid, nem entendo o que ganha Mourinho com esta frase. Mesmo que tenha treinado o Fenómeno durante 1 ano, 1 ano de génio acrescento, o Mourinho nunca teve durante 3 anos da sua carreira um jogador ao nível de Ronaldo, nem o Fenómeno fez (devido a lesão claro) o par de anos de altíssimo nível que o Ronaldo já fez. Cuspir no prato onde já comeste, não te fica bem Mourinho, não fica.

2 - Anji (Анжи) em saldos!

 

Depois de milhões investidos, de salários obscenos a jogadores fora de moda, desastres europeus / falhanços internos o presidente e dono do clube disse Basta! Será que amanhã terá outra opinião? A coisa é certa, o dinheiro e jogadores de nome não trazem títulos logo de imediato, é preciso ter uma base a todos os níveis para que as coisas se desenvolvam. Eles bem que podiam olhar para uns vizinhos próximos, os do Shakthar e ver como se faz algo decente.

 

3 - Bale vs Tottenham

 

É triste mais uma vez ver um jogador que é (ou era) amado pelos seus adeptos forçar assim uma saída por motivos ... Financeiros não é ? Podem falar que ele no Real pode lutar por títulos maiores, mas será sempre o segundo jogador do Real, será sempre no máximo o terceiro de Espanha. Em Inglaterra já era a "personagem" principal, já era a figura de marca da premier league e nem precisava estar num Manchester United para o ser, ele é jovem, mora numa grande cidade, é Britânico, tem mais 4 anos de contrato (se não mais), iam-lhe aumentar o ordenado, jogava sempre, ia ter contratos publicitários brutais.

 

Ainda mais triste é que isto acontece depois da época bonita que o Tottenham acabou por fazer o ano passado, que este ano reforçou-se de uma forma inteligente, estava à espera que pelo menos mais 1 ou 2 anos ele fizesse por lá.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por SamuelOkunowo às 16:24

Terça-feira, 06.08.13

Funes Mori - Sonho antigo que já devia estar morto

 

Não sei se existe mesmo interesse, ou se o empresário paga bem para que o nome deste apareça todos os anos ligado ao Benfica, e até em alguns jornais mostram vídeos da capacidade feroz goleadora desta "antiga" jovem promessa.

 

Nos dias de hoje, tendo o Benfica já 300 pontas de lança / avançados, era de mau gosto adicionar um jogador com estas estatísticas :

 

2012 / 2013 - 32 jogos - 7 golos

2011 / 2012 - 23 jogos - 4 golos

2010 / 2011 - 26 jogos - 4 golos

2009 / 2010 - 19 jogos - 5 golos

 

Se alguém falar de capacidade de trabalho, fazer outras coisas em campo, eu tenho que vos questionar isto "Gostavam que o Postiga fosse o nosso Avançado Titular? Suplente? Segundo Suplente?" Acho que todos diriam que não.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por SamuelOkunowo às 13:35

Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031