Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO



Quinta-feira, 14.07.16

EURO 2016 - Grupo D

12 Junho – Paris – Turquia 0-1 Croácia

Golo: 0-1 Modrić 41’

Nota: 2,5

Terceiro encontro entre turcos e croatas no Euro, e tal como nesses jogos do passado, o golo não apareceu em grandes quantidades. Apenas houve mais um a acrescentar à história, da autoria do médio Modrić, que correspondeu a um canto mal aliviado pela defensiva turca com um belo remate, com força q.b. e muito jeito. Ainda com Rakitić em alta rotação, a Croácia esteve quase sempre por cima do jogo, conseguindo uma justa vitória, curiosamente pelo mesmo resultado de há vinte anos.

 

13 Junho – Toulouse – Espanha 1-0 República Checa

Golo: 1-0 Piqué 87’

Nota: 2

A entrada em prova dos bicampeões em título não foi fácil. Mesmo tendo sido um jogo de sentido único, com a República Checa limitada a esporádicos contra-ataques com maior ou menor perigo, a Espanha não conseguia chegar ao golo. Com Iniesta a fazer as vezes de Xavi, a qualidade da posse de bola dos espanhóis manteve-se praticamente inalterada, mas com Morata, Nolito e Aduriz onde antes havia Fernando Torres ou David Villa, as coisas podem custar mais a sair. Foi o que aconteceu neste jogo. A República Checa ficou a minutos de uma gracinha, cedendo na recta final, quando deixou o central Piqué esquecido na zona fatal, para um desvio de cabeça na sequência de um canto.

 

17 Junho – Saint-Étienne – República Checa 2-2 Croácia

Golos: 0-1 Perišić 37’ / 0-2 Rakitić 59’ / 1-2 Škoda 76’ / 2-2 Necid (g.p.) 90’+4’

Nota: 4

O melhor jogo até ao momento, e um dos melhores de toda a fase final. A emoção dos momentos finais ajuda à memória positiva, mas é possível que a Croácia não a partilhe. Os vatreni estiveram a vencer por 0-2, graças a mais um notável trabalho de Modrić e Rakitić, que voltaram a jogar e a fazer jogar. Tudo corria bem à Croácia até ao minuto 76, altura em que Škoda, lançado nove minutos antes, recolocou o resultado em discussão. A menos de cinco minutos do fim, os adeptos croatas causaram distúrbios que levaram à suspensão do encontro. Jogaram-se dez minutos para lá dos 90, e foi nesse período que uma grande penalidade escusada por mão na bola ofereceu aos checos o golo do empate – embora a cronometragem constante da ficha oficial do jogo dê o golo como tendo ocorrido ao minuto 89. A República Checa ainda causou outros calafrios nos segundos finais, mas não conseguiria a reviravolta e tem o seu lugar no Euro 2016 em perigo. A Croácia deixou fugir a oportunidade se apurar desde já.

 

17 Junho – Nice – Espanha 3-0 Turquia

Golos: 1-0 Morata 34’ / 2-0 Nolito 37’ / 3-0 Morata 48’

Nota: 2

A Espanha voltou a dominar de fio e pavio, construindo uma vitória ampla, tornando-se também na primeira equipa a fazer três golos num jogo nesta fase final. O triunfo apura também a Espanha para os oitavos-de-final. A roja garantiu os três pontos em três minutos, já no último quarto de hora da primeira parte, acrescentando um terceiro tento no arranque da metade complementar, para que não restassem dúvidas sobre o vencedor. Só aí a Turquia pôde ter mais espaço para respirar, aproveitando o relaxamento dos espanhóis. Sem pontos e sem golos após dois jogos, a Turquia precisa de um milagre maior que aqueles que conseguiu no passado para pensar em chegar à próxima fase.

 

21 Junho – Lens – República Checa 0-2 Turquia

Golos: 0-1 Burak Yılmaz 10’ / 0-2 Ozan Tufan 65’

Nota: 3,5

Só um triunfo volumoso poderia deixar a Turquia em terceiro lugar com números suficientes para acalentar a esperança de um lugar nos oitavos-de-final, e não se pode dizer que os turcos não tenham tentado com todas as suas forças. A República Checa, com um ponto, poderia chegar à fase seguinte com um triunfo pela margem mínima, mas não encontrou forma de contrariar a crença do adversário, que se colocou em vantagem bem cedo. O encontro foi mais aberto que a generalidade dos restantes da fase de grupos, o perigo rondou as duas balizas, mas seria novamente a Turquia a marcar, num lance de insistência. Os números finais, contudo, seriam insuficientes para os turcos seguirem em frente.

 

21 Junho – Bordéus – Croácia 2-1 Espanha

Golos: 0-1 Morata 7’ / 1-1 Kalinić 45’ / 2-1 Perišić 87’

Nota: 3

Já qualificada, a Espanha não poupou unidades, e colocou-se a vencer ainda antes dos primeiros dez minutos. Poderia pensar-se que estava aberto o caminho para que a roja terminasse a fase de grupos com aproveitamento total, mas a Croácia tinha outras ideias, e igualou a contenda em cima do intervalo. A verdade é que a Espanha se manteve au ralenti depois do golo, até porque tendo em conta o resultado do outro jogo, as duas equipas se apuravam desde já para os oitavos-de-final, com os ibéricos em primeiro lugar. No entanto, a ambição dos croatas falou mais alto, e o golo do triunfo apareceu quando já não havia tempo para muito mais, oferecendo-lhes assim a vitória no grupo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 12:00




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31