Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Sexta-feira, 08.11.13

Liga dos Campeões - FC Zenit 1-1 FC Porto - A Champions por um fio

O cenário periclitante do FC Porto na Champions está prestes a tornar-se alarmante depois de mais uma jornada ser conseguir vencer. Em terceiro lugar no grupo G, um ponto atrás do Zenit e sem vantagem no confronto directo, o FC Porto já não depende de si para conseguir a tão habitual passagem aos oitavos-de-final.

Com o jogo a decorrer em horário laboral não o pude ver na totalidade. Pelo que li, a primeira parte terá sido boa, mas manchada por mais um erro defensivo, desta vez a três, entre Helton, Alex Sandro e Mangala, que ficaram à espera uns dos outros sem que nenhum atacasse a bola. Agradeceu Hulk, que se intrometeu, contornou o guarda-redes e marcou à ex-equipa – coisa que não conseguiu voltar a fazer já na segunda parte, de penálti.

O equilíbrio reinou durante quase todo o segundo tempo, pese embora o Zenit tenha pressionado imenso o FC Porto nos minutos finais. Os dragões raramente conseguiram entrar na área russa, e as defesas mais apertadas que Lodygin foi obrigado a fazer surgiram em remates de fora da área, por Jackson e Varela. Pouco para quem tinha respostas a dar, e pontos para conquistar.

O resultado faz aumentar a pressão sobre Paulo Fonseca, que embora não tenha culpa dos erros defensivos, começa a ser criticado – pelo menos por vários portistas que me rodeiam – por operar sempre as mesmas substituições, por não ter pulso firme sobre a equipa e por ter um discurso semelhante ao que tinha no Paços de Ferreira. Por outro lado, li algures na imprensa que o FC Porto denota uma insegurança colectiva que se traduz em erros individuais. Este jogo deitou mais uma acha nessa fogueira, que o técnico terá que controlar, caso contrário o primeiro a queimar-se poderá ser ele próprio.

Quanto ao futuro portista na Liga dos Campeões, outro dado importante é o apuramento já confirmado pelo Atlético Madrid, que torna difícil prever de que forma os colchoneros irão abordar os restantes jogos, precisamente contra Zenit e FC Porto.

Nas lides domésticas a visita do próximo domingo a Guimarães será mais um teste de fogo para o FC Porto, que não vai poder baixar a guarda, sob pena de ser eliminado precocemente da Taça pelo terceiro ano seguido. O adversário é o detentor do troféu, que não vence o FC Porto desde 2004/05, na altura precisamente na 4.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 00:25


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930