Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Quinta-feira, 09.01.14

Retrospectiva Qualificação Mundial 2014 - PARTE II - EUROPA

sapodesporto

GRUPO D – Holanda 28 pts (Q), Roménia 19 (PO), Hungria 17, Turquia 16, Estónia 7, Andorra 0

De prego a fundo, a Holanda chegou ao Brasil igualmente só com dois pontos desperdiçados, num empate a dois golos na Estónia a 6 de Setembro de 2013. Assim, o visto para o Mundial só foi obtido quatro dias depois, num jogo praticamente de treino em Andorra.

O segundo posto ficou para a Roménia, que após uma luta férrea com Hungria e Turquia, foi bafejada pela sequência do calendário, após uma derrota com os turcos (0-2) num encontro-chave em Bucareste a dois jogos do termo. Enquanto os romenos tinham dois jogos simples, os turcos fechavam a qualificação diante da Holanda, que mais uma vez não permitiu veleidades.

Pela primeira vez em muitos anos a Hungria esteve na luta até ao último jogo, mas a copiosa derrota por 8-1 em casa da impiedosa Holanda ameaça recolocar tudo na estaca zero quando chegar o apuramento para o Euro 2016.

A pior equipa deste apuramento competiu, passe o verbo, neste grupo. Foi Andorra, que não pontuou, nem sequer marcou.

 

GRUPO E – Suíça 24 pts (Q), Islândia 17 (PO), Eslovénia 15, Noruega 12, Albânia 11, Chipre 5

Este era outro grupo aparentemente imprevisível, sem gigantes. E o destaque vai todo para a pequena Islândia, que pela primeira vez atinge o play-off, muito à custa dos jogos fora, em que só perdeu em Chipre (1-0).

Num grupo em que a batalha pelo segundo lugar foi vertiginosa – à entrada para a dupla jornada de Junho era a Albânia que o ocupava – o ponto de viragem da campanha islandesa surgiu em Setembro, quando recuperou de 4-1 para 4-4 em casa da Suíça. Duas vitórias e um empate depois, os nórdicos puderam celebrar um feito inédito.

A Suíça realizou uma caminhada sem derrotas, que lhe permitiu apurar-se para o seu terceiro Mundial consecutivo, décimo no total, enquanto a Noruega fica com o nada invejável título de único cabeça-de-série que não conseguiu seguir em frente.

 

GRUPO F – Rússia 22 pts (Q), Portugal 21 (PO), Israel 14, Azerbaijão 9, Irlanda do Norte 7, Luxemburgo 6

Num grupo que se revelou nivelado por baixo, Portugal deu demasiados tiros no pé e pagou bem caro, ao ver-se relegado mais uma vez para a aflição do play-off.

A natureza até esteve do lado dos portugueses, ao forçar o adiamento do jogo da Rússia em Belfast, que permitiu à equipa das Quinas liderar o grupo durante várias jornadas, ainda que com dois jogos a mais sobre os russos.

A Rússia viria mesmo a perder esse jogo em atraso, mas quando o calendário acertou viu-se definitivamente o peso dos empates lusos com a Irlanda do Norte em casa (1-1) e em Israel (3-3).

A Rússia acabou por se qualificar, um ponto à frente de Portugal, deixando uma interrogação no ar: se Portugal tivesse ganho a Israel em casa ter-se-ia apurado, mas será que a Rússia teria empatado na mesma no último jogo no Azerbaijão?

Os três últimos classificados apenas ganharam um jogo cada, com a Irlanda do Norte a cotar-se como a equipa mais bipolar da zona europeia. Roubou pontos aos dois primeiros, mas foi incapaz de derrotar os frágeis Azerbaijão e Luxemburgo.

Estes últimos merecem ambos uma nota final: o Azerbaijão nunca tinha perdido tão poucos jogos numa só campanha de apuramento (três), enquanto a equipa do grão-ducado conseguiu o incrível feito de vencer uma partida pela quarta fase de qualificação consecutiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 12:11




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031