Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Quinta-feira, 19.06.14

Mundial 2014 - Jogos de 18 Junho

sapodesporto

GRUPO B – Estádio Beira-Rio, Porto Alegre

AUSTRÁLIA        2 (Cahill 21’, Jedinak (P) 54’)

HOLANDA          3 (Robben 20’, van Persie 58’, Depay 65’)

A Holanda poderia pensar que os restantes jogos do grupo seriam fáceis, depois da goleada sobre a Espanha, mas a Austrália tratou de mostrar que nada é fácil num Mundial.

O jogo despertou à passagem dos vinte minutos, com um golo para cada lado – o de Cahill é um golaço – que espevitou os socceroos, que fizeram um jogo bastante melhor que na estreia. Mostraram mais ideias, causaram mais perigo nas idas ao ataque, e estiveram mesmo em vantagem, quando Jedinak converteu uma grande penalidade.

A sobranceira Holanda focou-se, e dez minutos depois já vencia por 2-3, com Ryan a ser muito mal batido no terceiro golo, que seria final, significando que a Holanda é a primeira equipa a garantir os oitavos-de-final, e a Austrália a primeira a saber que não passará da fase de grupos.

 

GRUPO B – Estádio Maracanã, Rio de Janeiro

ESPANHA           0

CHILE                 2 (Vargas 20’, Aránguiz 43’)

No mesmo dia em que Filipe VI foi proclamado novo Rei de Espanha, também o futebol ficou a saber que terá um novo rei. O sólido Chile, que realizou uma exibição de grande classe, atirou a Espanha para fora do Mundial, ao mesmo tempo que garantiu a sua própria passagem aos oitavos-de-final.

A roja não foi capaz de encontrar a confiança no seu futebol perdida no desastre de Salvador, e cedeu novamente, perante a outra roja, que segue num estado de espírito diferente, ficando no ar a ideia de final de um ciclo que certamente ficará gravado na história do futebol durante décadas. Busquets desperdiçou a oportunidade mais clara de golo que a Espanha teve, rematando ao lado quando tinha a baliza à sua mercê.

Diego Costa foi um fracasso, e ficou também à vista que a renovação da selecção espanhola terá que passar não apenas pelo avançado, mas também por quem lhe faz chegar a bola.

 

GRUPO A – Arena Amazónia, Manaus

CAMARÕES        0

CROÁCIA           4 (Olić 11’, Perišić 48’, Mandžukić 61’, 73’)

A Croácia goleou e eliminou os Camarões, num jogo sem grande história, como o resultado documenta.

Mais preocupados com os prémios de jogo do que com o futebol jogado, e possivelmente com questões internas por resolver, a avaliar pelo desaguisado em campo entre Assou-Ekotto e Moukandjo, os camaroneses desperdiçam mais um Mundial, mantendo a senda de 1990 como uma distante memória. Os leões indomáveis sofreram o primeiro golo logo aos 11 minutos, e acabaram por desmoronar-se na segunda parte.

O empate no outro jogo do grupo permite à Croácia reentrar na discussão pelo segundo lugar, tendo agora um jogo de tudo-ou-nada contra o México.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 12:00



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930