Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Quarta-feira, 25.06.14

Mundial 2014 - Jogos de 24 Junho

sapodesporto

GRUPO D – Estádio das Dunas, Natal

ITÁLIA                0

URUGUAI           1 (Godín 81’)

Este ficará para a história como o exemplo acabado do que é um grupo da morte, pois reclamou para si dois escalpes de peso. Depois da Inglaterra, também a Itália caiu, aos pés de um Uruguai que soube aproveitar a brandura de um adversário que pensou que manter a sua defesa bem segura e arriscar pouco no ataque pudesse ser suficiente.

O Uruguai, por seu turno, soube arriscar nas substituições e nas mudanças tácticas, e ainda foi auxiliado pela expulsão de Marchisio, aos 59 minutos, que fez a Itália se retrair ainda mais. A nove minutos do final, Godín, que já marcara o golo do título em Espanha e também facturara na final da Champions, marcou o golo da passagem uruguaia, consumando o terramoto italiano.

Pelo segundo Mundial consecutivo a Itália não passa da fase de grupos.

 

GRUPO D – Estádio Mineirão, Belo Horizonte

COSTA RICA      0

INGLATERRA     0

Jogo para cumprir calendário em Belo Horizonte, com os ticos já qualificados e a Inglaterra já eliminada, e com o empate a servir para os primeiros assegurarem a vitória no grupo, imagine-se. Antes de a competição começar, um cenário destes estaria apenas na cabeça de lunáticos. Mas era a pura realidade.

O marcador não chegou a funcionar, num encontro em que os ingleses aproveitaram para testar soluções para o futuro e dar a Steven Gerrard a sua centésima internacionalização. A Costa Rica, mesmo não marcando, pôde explanar o seu futebol sem pressões, desfrutando do momento.

Incrível Costa Rica, num grupo com três antigos campeões mundiais não perdeu com nenhum! Quanto tempo mais durará o conto de fadas?

 

GRUPO C – Arena Pantanal, Cuiabá

JAPÃO                1 (Okazaki 45’+1’)

COLÔMBIA         4 (Cuadrado (P) 17’, Jackson Martínez 55’, 82’, James Rodríguez 90’)

Com a Colômbia já apurada, era o Japão que tinha interesse neste jogo, mas não só, pois precisava que o resultado da outra partida também lhe fosse favorável.

No entanto, mesmo em poupanças, os cafeteros não permitiram que o jogo lhes fugisse de controlo. O Japão teve bola, mas também muitas dificuldades em criar lances de perigo, e apesar de ter saído para o intervalo com um empate conseguido numa altura importante, foi impotente para contrariar os colombianos, que já com James Rodríguez em campo aumentaram a intensidade do jogo no segundo tempo.

O bis de Jackson Martínez deu tranquilidade tal à Colômbia, que até houve oportunidade de lançar no jogo o mítico Faryd Mondragón, que com 43 anos e três dias se tornou no jogador mais velho de sempre a actuar numa partida do Mundial.

A Colômbia vai agora bater-se com o Uruguai, num interessante duelo sul-americano.

 

GRUPO C – Estádio Castelão, Fortaleza

GRÉCIA                          2 (Samaris 42’, Samaras (P) 90’+3’)

COSTA DO MARFIM       1 (Bony 74’)

A Grécia é tantas vezes inócua e ultra-defensiva, que é fácil esquecer que quando o seu plano funciona, ela se torna numa equipa cínica. É igualmente verdade que, tendo a corda na garganta, os helénicos se soltaram mais em busca do golo, ao ponto de terminarem o jogo com três bolas nos ferros.

O golo apareceu mesmo, e numa altura crucial, aproveitando uma perda de bola a meio do meio-campo da Costa do Marfim. Por esta altura já a Grécia fizera duas substituições forçadas por lesão, incluindo do guarda-redes.

Na segunda parte os elefantes marcaram o golo que lhes teria dado a passagem, não fosse o golpe de teatro que estava reservado para o tempo de compensação. Numa jogada em que Samaras parece fazer-se tropeçar nos próprios pés, a Grécia beneficiou de uma grande penalidade, que o mesmo jogador converteu. Sem tempo para mais, foi o êxtase nas hostes gregas.

Foi o nono jogo da Grécia em Mundiais, e apenas o segundo em que marcou golos. Que foram mais que preciosos, pois carimbaram a sua primeira passagem aos oitavos-de-final, para um exótico encontro com a Costa Rica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 12:00



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930