Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Quarta-feira, 18.07.18

Mundial Rússia 2018 - GRUPO E

17 Junho - Samara - Costa Rica 0-1 Sérvia (Kolarov 56')

Nota: 3

CRCSRB.jpg

Costa Rica e Sérvia protagonizaram um jogo de grande equilíbrio, decidido num lance de bola parada, no caso um livre directo batido com mestria por Kolarov. Embora os primeiros dez minutos tenham sido abertos, a partida logo se tornou num jogo do gato e do rato. Não espantou, portanto que se tenha resolvido de uma das formas habituais em jogos com estas características - sendo as outras um momento de génio, um auto-golo ou um ressalto feliz. Em vantagem os sérvios retraíram-se, mas os ticos não tiveram o engenho necessário para criar perigo continuado.

 

17 Junho - Rostov-do-Don - Brasil 1-1 Suíça (Coutinho 20')(Zuber 50')

Nota: 3,5

BRASUI.jpg

Depois de uma fase de qualificação irrepreensível desde que Tite assumiu o comando, o Brasil encravou no arranque da fase final, diante de uma Suíça que nunca entrou em pânico perante os melhores momentos do escrete. Importa realçar que os helvéticos fizeram eles próprios uma qualificação meritória, pese embora tenham competido num grupo humilde, pelo que este empate não será assim tão surpreendente. O Brasil foi melhor na primeira parte e Coutinho assinou um golaço num remate cruzado em arco, mas depois de sofrerem o empate ainda a frio na segunda parte, os canarinhos não foram capazes de elevar o ritmo. A coesão suíça fez o resto, dando um condimento extra a um grupo que parecia resolvido de antemão.

 

22 Junho - São Petersburgo - Brasil 2-0 Costa Rica (Coutinho 90'+1', Neymar 90'+7')

Nota: 3,5

BRACRC.jpg

O Brasil sofreu a bom sofrer para levar de vencida a Costa Rica, num jogo que podia ter sido resolvido bem antes dos descontos, face ao sufoco que os ticos viveram de cada vez que a canarinha avançava sobre o seu último reduto. Mas apenas na segunda parte, pois o intervalo chegou sem que houvesse algo de importante a assinalar. A Costa Rica aproveitou os intervalos da chuva para subir um pouco no terreno, mas pode dar-se por feliz por ter escapado a uma goleada. E como água mole em pedra dura, tanto bate até que fura, o período de compensação traria os golos do alívio brasileiro. Duro para a Costa Rica.

 

22 Junho - Kaliningrad - Sérvia 1-2 Suíça (Mitrovic 5')(Granit Xhaka 52', Shaqiri 90')

Nota: 4

SERSUI.jpg

Por muito que se quisesse fugir aos contornos políticos subjacentes ao jogo, no final não lhes era possível escapar, já que os golos do triunfo helvético foram apontados por homens de origem cosovar-albanesa. A Sérvia foi melhor ao longo de toda a primeira parte, mas a Suíça nunca esteve fora do jogo. Após o intervalo, e ainda sem se perceber qual a tendência que o jogo tomaria, os suíços empatam, num remate de ressaca de Xhaka. Um golaço, que em última instância fez com que os sérvios se atrevessem menos no ataque. Até porque um eventual empate não deixava de lhes ser mais conveniente. Para a Suíça, contudo, não o era, pelo que o jogo se manteve vivo. Mas nem sempre bem jogado. Corria o último minuto do tempo regulamentar quando um ataque rápido deixou Shaqiri isolado a caminho da baliza. A caminho do golo tão decisivo quanto político. O desfecho do encontro nada decidiu, mas a Suíça fica mais perto do apuramento.

 

27 Junho - Moscovo (Spartak) - Sérvia 0-2 Brasil (Paulinho 36', Thiago Silva 68')

Nota: 3

SRBBRA.jpg

O Brasil garantiu um lugar nos oitavos-de-final sem o sofrimento vivido na partida com a Costa Rica, pese embora a Sérvia não tenha sido um adversário fácil. Os balcânicos procuraram ter a bola e forçar descompensações no escrete, mas falta-lhes um ou dois elementos desequilibradores. Além de faltar um cheirinho do joga bonito associado ao Brasil - a antiga Jugoslávia chegou a ser apelidada de Brasil da Europa. Ainda assim, o Brasil acabou por nem precisar de jogar como nunca para encaminhar o jogo a seu favor. Um magnífico passe de Paulinho para a desmarcação de Coutinho deu o primeiro golo canarinho; Thiago Silva mataria o jogo ao desviar um canto, ao primeiro poste. A Sérvia foi, apesar de tudo, uma digna vencida. O Brasil venceu o grupo.

 

27 Junho - Nizhny Novgorod - Suíça 2-2 Costa Rica (Dzemaili 31', Drmic 88')(Waston 56', Sommer p.b. 90'+3')

Nota: 4
Enquanto a Suíça precisava, na melhor das hipóteses, de um ponto para seguir em frente, os ticos já estavam eliminados. A defesa da honra era o seu único propósito. E ninguém pode dizer que os costa-riquenhos não o tenham feito. Assustaram os suíços - bola ao ferro, defesa apertada de Sommer - e recuperaram de duas desvantagens, a última já ao cair do pano, num penálti que bateu na trave e na cabeça de Sommer antes de entrar. A Suíça, quiçá também jogando com o que se passava no outro jogo, fez o suficiente para não perder e segue em frente como segunda classificada do grupo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 13:30

Quarta-feira, 18.07.18

Mundial Rússia 2018 - GRUPO D

16 Junho - Moscovo (Spartak) - Argentina 1-1 Islândia (Agüero 19')(Finnbogason 23')

Nota: 4

ARGISL.jpg

Não satisfeita com o brilharete no Euro 2016, a Islândia assinalou a sua estreia na fase final mundial com um empate que dá nas vistas pelo nome do adversário. Os nórdicos criaram perigo sério dentro dos primeiros dez minutos, mas seria a Argentina a abrir o activo, num bom trabalho de Agüero na área. Finnbogason aproveitou uma segunda bola junto à pequena área para igualar volvidos apenas quatro minutos, forçando a albiceleste a começar de novo. A partir daqui a intranquilidade dos homens das pampas foi notória, ficando espelhada no penálti perdido por Messi (64'), que bateu fraco e deninciado para defesa de Halldórsson. Muito física - mas leal -, a Islândia segurou o empate até final.

 

16 Junho - Kaliningrad - Croácia 2-0 Nigéria (Etebo p.b. 32, Modric g.p. 71')

Nota: 2,5
Uma Croácia firme levou de vencida a Nigéria, tirando o melhor partido do empate no outro jogo do grupo. Ainda assim, os golos surgiram de forma fortuita, com Etebo a desviar para a própria baliza um cabeceamento de um croata após canto, e com uma grande penalidade a meio do segundo tempo. Os balcânicos ainda poderiam ter elevado nos minutos finais, mas faltou acerto.

 

21 Junho - Nizhny Novgorod - Argentina 0-3 Croácia (Rebic 53', Modric 80', Rakitic 90'+1')

Nota: 4

ARGCRO.jpg

Ao longo da sua história em fases finais a Croácia foi coleccionando vitórias diante da fina flor do futebol internacional. Alemanha (Mundial'98, Euro 2008), Holanda (Mundial'98), Itália (Mundial 2002) e Espanha (Euro 2016); todos caíram aos pés dos croatas. Agora foi a vez de a Argentina se vergar. Personalizada, a Croácia tirou todo o partido de uma albiceleste com mais problemas que soluções. No entanto, foi preciso um erro incrível de Caballero para desbloquear o marcador. O guarda-redes colocou inadvertidamente em Rebic quando queria passar pelo ar para o lateral-direito. A partir desse momento, a Croácia avançou para números que só surpreendem quem não viu o jogo. Modric fez um golaço, num remate colocado de fora da área.

 

22 Junho - Volgograd - Nigéria 2-0 Islândia (Musa 49', 75')

Nota: 4
O encontro seguiu o padrão habitual deste Mundial: primeira parte equilibrada, com mais ou menos oportunidades para cada lado, e os golos a aparecerem apenas na segunda metade. Este jogo era uma óptima oportunidade para qualquer das equipas marcar posição na luta pelo acesso à fase a eliminar, em face das dificuldades sentidas pela Argentina. O segundo tempo foi então mais aberto, também porque a Nigéria saltou para o comando logo nos primeiros minutos. A Islândia teve bons momentos e beneficiou mesmo de uma grande penalidade (83'), mas Gylfi Sigurdsson atirou alto demais. Esse desperdício esmoreceu uma recta final que se previa electrizante, pois a Islândia estava no seu melhor momento em todo o encontro.

 

26 Junho - São Petersburgo - Nigéria 1-2 Argentina (Moses g.p. 51')(Messi 14', Rojo 86')

Nota: 4
Com o espectro da eliminação precoce bem à sua frente, a Argentina pensou ter vivido um momento talismânico quando Messi se desmarcou e inaugurou o marcador ainda cedo. Seria engano, pois a Nigéria não estava pronta para sair sem dar luta. Afinal de contas, à entrada para o jogo os nigerianos tinham três pontos contra um do adversário. Daí que a Argentina tenha sofrido a bom sofrer para se apurar, principalmente depois de as super águias chegarem ao golo através de uma grande penalidade descortinada no vídeo-árbitro. Nenhuma das equipas parecia tranquila no jogo, num equilíbrio instável que cedeu já na hora do desespero, quando Rojo, o lateral-esquerdo, imagine-se, apareceu na pequena área para finalizar um lance de insistência e colocar a Argentina nos oitavos-de-final. Foi uma repetição do encontro de há quatro anos (2-3), no qual Rojo também foi herói; desta vez em cima da hora. Messi também marcou nesse dia.

 

26 Junho - Rostov-do-Don - Islândia 1-2 Croácia (Gylfi Sigurdsson g.p. 76')(Badelj 53', Perisic 90')

Nota: 3,5

ISLCRO.jpg

Já com o apuramento na mão, a Croácia optou por rodar jogadores, mas nem por isso a Islândia teve a vida facilitada. A partoda demorou, contudo, a desbloquear. A partir do quarto de hora os nórdicos jogavam também com a pressão psicológica de o resultado do outro jogo lhes ser desfavorável, o que terá tolhido a equipa. A Croácia marcaria apenas na segunda parte, com Badelj a acorrer a uma segunda bola e disparar forte para o 0-1. Só encostada às cordas a Islândia procurou pegar mais firmemente no jogo e houve perigo para os croatas. O golo é que só surgiria de grande penalidade, que foi a única forma de ultrapassar o sólido bloco dos vatreni. Nas contas finais, mesmo o empate não chegava para a Islândia se apurar, mas seria um prémio merecido no culminar dos quatro anos mais improváveis de sempre do futebol islandês.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 12:30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031