Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Sábado, 08.02.20

Liga NOS, 20.ª jornada - FC Porto 3-2 SL Benfica - A época em 90 minutos

FCPSLB.jpg

O FC Porto jogou a época em 90 minutos. Não é chavão. Em caso de derrota, os azuis-e-brancos teriam ficado a dez pontos de distância do topo, o que vale por dizer - com as certezas possíveis quando o assunto é futebol - que o campeonato terminaria por aqui. Ao invés, uma vitória do FC Porto manteria o título mais ou menos em aberto, e seriam essas as linhas com que o campeonato se coseria nos próximos episódios. À semelhança da primeira volta, o FC Porto abordou o jogo de frente, de uma forma como, passe o exagero, não se viu em nenhum dos restantes jogos esta época. E aconteceu tudo muito depressa, com o resultado final a fixar-se a 40 minutos dos descontos. Logo ao minuto 10, numa investida pela direita, Otávio cruza para a entrada da área, onde Sérgio Oliveira não se desconcentrou com a tentativa de bicicleta de Luis Díaz e rematou colocado para o primeiro golo do jogo. Oito minutos depois, Carlos Vinícius igualava, ao aparecer no lugar certo para aproveitar uma defesa incompleta de Marchesín a um cabeceamento alto de Chiquinho. Pouco depois de um lance envolvendo bola e braço protagonizado por Taarabt, uma situação análoga na área com o central Ferro custou uma grande penalidade ao Benfica, que Alex Telles converteu (38'). O intervalo não chegaria sem mais um golo, no caso um auto-golo de Rúben Dias, que desviou mal um cruzamento de Marega (44'). Soares estaria logo atrás com tudo para marcar. O FC Porto entrou bem na segunda parte, mas teve que repensar tudo com o segundo golo de Vinícius (50'), que trabalhou bem na área perante a desconcentração da defesa. A margem mínima por vezes obriga as equipas a ter manha, e o FC Porto teve-a em dose suficiente para ir levando a água ao seu moinho, em contraste com o nervosismo evidenciado pelos encarnados. O treinador Bruno Lage estava em pulgas, mesmo, ao ponto de penetrar na área técnica do adversário e, já sobre o final, entrar em campo até junto da área para dar indicações a um jogador. O triunfo portista significa, para já, que o campeonato continua. É como salvar um match point antes de ver o que vem a seguir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 23:59



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829