Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Terça-feira, 27.10.20

Liga dos Campeões, fase de grupos - FC Porto 2-0 Olympiakos FC - Para memória futura

FCPOLY.jpg

Na época passada o FC Porto regressou à Holanda 21 anos depois. Agora foi a vez de matar saudades do futebol grego, cujos clubes não encontrava desde 2002/03. No caso do Olympiakos, a memória da última visita leva-nos ainda mais longe, até ao Outono de 1999 e a uma partida que terminou com o mesmo resultado de hoje. O FC Porto saltou cedo para o comando (11'), na sequência de um péssimo domínio de Bouchalakis, que viu a bola bater-lhe na canela e sobrar para Sérgio Oliveira. O médio português aproveitou para se isolar e cruzar para um corte incompleto de Cissé, com a bola a sobrar para a direita do ataque, de onde Fábio Vieira rematou cruzado para o seu primeiro golo europeu. O FC Porto ficou por cima, mas teve que lidar com um Olympiakos irrequieto, que fez questão de mostar que veio até ao Dragão para discutir o resultado. Entre uma oportunidade e outra, a mais flagrante até ao intervalo pertenceu ao Olympiakos (40'), que viu Mbemba cortar in extremis uma tentativa de Valbuena aproveitar um mau alívio da defesa portista. O segundo tempo não trouxe grandes mudanças, pelo menos até perto do quarto-de-hora final, altura em que o Olympiakos conseguiu encadear alguns lances bem construídos e uma ou outra recuperação de bola ainda no meio-campo contrário. Os gregos começavam a justificar um golo, mas acabou por prevalecer a velha máxima "quem não marca, sofre". E assim, Sérgio Oliveira faria o segundo golo portista (85'), de cabeça, em antecipação, a cruzamento de Marega. O Olympiakos ainda teve mais uma oportunidade flagrante (88'), com Hassan a aparecer solto na direita, mas Marchesín, que já tinha feito algumas boas defesas, ainda tinha uma última guardada, assegurando que o marcador não voltaria a mexer. O FC Porto não fez muito, mas foi o suficiente para arrecadar os três pontos. Tendo em conta que o registo dos dragões na Grécia não é famoso, talvez seja conveniente guardar para memória futura os melhores momentos do Olympiakos nete jogo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 23:59


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2020

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031