Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO



Domingo, 25.02.18

Liga NOS, 24.ª jornada - Portimonense SC 1-5 FC Porto - Sumo

PSCFCP.jpg

Por momentos, pareceu até que se tratava de uma segunda parte da segunda parte do encontro com o Estoril. Mas não. Era mesmo um novo jogo, no qual o FC Porto entrou no mesmo registo com que terminara o anterior. De cada vez que se aproximavam do último terço os azuis-e-brancos lançavam a desordem na defesa dos algarvios; não só pela mobilidade de Soares e Marega, mas também pelas investidas de Otávio e pela profundidade dada pelas subidas de Maxi Pereira. Importa realçar, porém, que os dragões não eram a única equipa em campo, como chegou a parecer na Amoreira. Fazendo jus aos elogios que tem recebido, o Portimonense procurou olhar o adversário nos olhos e conseguiu um par de lances perigosos dentro dos dez minutos iniciais, nomeadamente quando Fabrício obrigou Felipe a um corte salvador, após uma primeira tentativa de Nakajima mal resolvida por Casillas (9'). A toada de parada-resposta terminou ao minuto 10, numa jogada de contra-ataque em que Otávio desmarcou Soares na esquerda e o brasileiro cruzou para a finalização de Marega. O lance começou numa recuperação de Marcano à saída da área do FC Porto. A acção do central deixou dúvidas; o árbitro Jorge Sousa nada assinalou. Seis minutos mais tarde surgia o segundo golo. Desta vez foi Marega quem descaiu para o flanco, de onde centrou para o segundo poste, onde Otávio apareceu sem marcação e rematou forte. O guarda-redes Ricardo Ferreira ainda meteu as mãos à bola, mas acabou por defender para dentro.
O Portimonense não esmoreceu. A velocidade que Nakajima imprimia sempre que tinha a bola nos pés fazia com que os algarvios chegassem com frequência a posições de remate, ainda que apenas de longe. O avançado japonês foi o primeiro a tentar, quando fugiu a Maxi Pereira pelas costas da defesa (21'), mas o disparo saiu às malhas laterais. De seguida, Bruno Tabata (32'), Dener (34') e Fabrício (39'), este último num bom remate em arco, também visaram as redes de Casillas. O guardião espanhol respondeu sempre com defesas seguras. Golo, só na outra baliza. O FC Porto trabalhava na esquerda até que Otávio virou o jogo para o outro flanco, de onde Maxi, sozinho, cruzou rasteiro para Marega desviar sem espinhas no centro da área (44'). A partida ficava virtualmente resolvida, embora o Portimonense não merecesse tamanha desvantagem. Pela cor que trajava, o FC Porto assemelhava-se a uma laranja a jorrar sumo como se fosse uma barragem em descarga.
A segunda parte foi menos intensa. A certo ponto, dava a ideia de Sérgio Conceição estar à espera de que Soares marcasse para não ser substituído em branco. Se a ideia era essa, o ponta-de-lança fez a vontade ao treinador, cabeceando para o fundo das redes, em posição central, após um óptimo cruzamento de Diogo Dalot (59'), de pé direito. O jovem lateral marcava assim a sua primeira titularidade com uma assistência. Dalot não se ficou por aí, já que assistiu também o quinto golo, de Brahimi (66'), agora com o pé esquerdo. Desta feita, o centro ainda sofreu um ligeiro desvio num homem do Portimonense. Era o 14.º golo do FC Porto nos últimos três encontros para a I Liga - sem incluir os três que apontou ao Estoril.
Até final, o Portimonense não deixou de tentar, somando mais alguns remates à conta, mas sem perigo. Surpreendentemente, os da casa terminaram com mais remates que o FC Porto. O tempo de compensação trouxe o tento de honra algarvio, por Lucas Posignolo, que desviou de cabeça um livre cobrado por Tabata. Pelo futebol apresentado, o mais justo talvez até fosse uma repetição do 5-2 verificado na primeira volta. No total, os três jogos entre FC Porto e Portimonense esta temporada renderam 18 golos. Um aspecto que passa completamente despercebido quando os jogos não são vistos como de cartaz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 23:59




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728