Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Sexta-feira, 06.03.15

Liga NOS, 24.ª jornada – SC Braga 0-1 FC Porto – Pouco sofrido

Um golo bastou para que o FC Porto concluísse com aproveitamento total o mesmo ciclo forte que na primeira volta custou pontos que os dragões ainda não conseguiram recuperar. Num jogo que se adivinhava mais problemático que o clássico da jornada transacta, foi novamente Tello o homem em foco, ao anotar o tento solitário (73’), num movimento em tudo semelhante aos golos que fez ao Sporting.

O resultado foi apertado, e o golo surgiu tarde, mas não se pode dizer que o FC Porto tenha sofrido para o conseguir. Causou mesmo estranheza a forma como o Braga abordou o jogo, tendo em conta o digno registo caseiro que ostenta, e a proximidade do terceiro lugar da classificação. Apenas Sporting e Guimarães roubaram pontos na Pedreira, no entanto o Braga foi muito cauteloso, jogando num bloco baixo, e foram portanto poucas as incursões no último terço do terreno.

Com o factor casa a não valer de muito, consequentemente o FC Porto ficou mais à vontade para trabalhar a bola e construir lances de perigo. A primeira oportunidade até foi dos arsenalistas, numa recarga de Zé Luís que desviou em Casemiro e saiu um cabelo ao lado do poste, mas a partir daí foi só o FC Porto a causar problemas à bem organizada defensiva bracarense, que se foi revelando eficaz.

Primeiro foi o guarda-redes Matheus, muito atento, a opor-se bem a um centro-remate de Tello; uns minutos mais tarde seriam André Pinto e Tiago Gomes a serem salvadores, bloqueando um remate de Jackson Martínez e a recarga de Herrera, à mistura com outros remates, novamente de Tello e ainda de Evandro, que erraram o alvo por pouco.

A pressão continuou na segunda parte, altura em que um raio caiu sobre o FC Porto, quando Jackson, ao perseguir uma bola, se agarrou à coxa e se prostrou no relvado. Problema sério em vésperas de uma decisão europeia. Entrou Aboubakar, e o camaronês não tardaria a aproveitar a oportunidade nascida do infortúnio do colega, sendo o autor da solicitação que Tello finalizou em golo. Só aí o Braga saiu da casca e procurou o ataque, sem sucesso.

As repercussões da lesão de Jackson ficam então reservadas para terça-feira, quando o FC Porto receber o Basileia na segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. No plano interno, o FC Porto passa com distinção por quatro testes de respeito, mas não chega. Falta um deslize de quem segue na frente para que a perseguição portista conheça desenvolvimentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 23:55


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031