Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Sexta-feira, 27.06.14

Mundial 2014 - Jogos de 26 Junho

sapodesporto

GRUPO G – Arena Pernambuco, Recife

ESTADOS UNIDOS           0

ALEMANHA                       1 (Müller 55’)

Um empate qualificaria ambas as equipas, mas não houve espaço para suspeições, pois a Alemanha tinha que rectificar o empate anterior com o Gana.

Numa tarde chuvosa, os alemães não se cansaram de atacar o sector recuado dos norte-americanos, mas só por uma vez encontraram o caminho das redes, num forte remate de ressaca de Müller, já na segunda parte.

Apenas nos minutos finais os Estados Unidos criaram alguns lances de perigo, numa altura em que já era claro que o resultado da outra partida não poria em causa a sua passagem aos oitavos-de-final.

A Alemanha vence o grupo, e ambos os conjuntos esperam agora pelos adversários seguintes.

 

GRUPO G – Estádio Nacional, Brasília

PORTUGAL         2 (Boye (PB) 31’, Cristiano Ronaldo 80’)

GANA                  1 (Gyan 57’)

Tendo em conta as exibições anteriores, a tarefa era hercúlea para Portugal, que precisava de uma vitória folgada, associada preferencialmente a uma derrota dos Estados Unidos. Pela diferença de golos, o Gana tinha uma hipótese mais óbvia de passar, e durante alguns minutos na segunda parte esteve a um golo de o conseguir, mas um erro de Dauda acabou por dar o segundo golo aos lusos.

A vitória permitiu a Portugal salvar, na medida do possível, a sua honra, num jogo de grande nervosismo, em que os dois conjuntos precisavam de golos mas pouco mais conseguiram fazer que atrapalhar os intentos um do outro.

Para reforçar que este Mundial não correu nada bem à equipa das Quinas, nem o golo alemão na outra partida serviu de estímulo, já que os portugueses sofreram de imediato o golo do empate, que praticamente lhes fechou a porta do hipotético apuramento.

Nos minutos finais, um tanto ou quanto em desespero, Portugal ainda poderia ter elevado a contagem, mas sem sucesso. Ambas as equipas se despedem do Brasil.

 

GRUPO H – Arena de São Paulo, São Paulo

COREIA DO SUL                  0

BÉLGICA                              1 (Vertonghen 78’)

Já apurada, a Bélgica poupou elementos para os jogos a doer, mas nem por isso sentiu uma quebra na solidez demonstrada nos jogos anteriores. A Coreia do Sul estava agarrada à calculadora e tinha sobre os ombros a pressão de uma comprometedora diferença de golos, e talvez por isso não tenha sido capaz de assumir o jogo.

Ainda no primeiro parcial os belgas viram-se reduzidos a dez unidades por expulsão de Defour, mas não tremeram, e marcariam mesmo o golo solitário do encontro, pelo oportuno Vertonghen, que aproveitou uma defesa incompleta de Seung-Gyu Kim.

Os diabos vermelhos conseguem o pleno na fase de grupos pela primeira vez, e decerto verão com bons olhos o confronto com os Estados Unidos nos oitavos-de-final.

 

GRUPO H – Arena da Baixada, Curitiba

ARGÉLIA              1 (Slimani 60’)

RÚSSIA                1 (Kokorin 6’)

Dia histórico para a Argélia, que pela primeira vez ultrapassa a fase de grupos, fruto de um empate, que era justamente o mínimo necessário para o efeito.

Os russos, contudo, também tinham uma palavra a dizer, e pronunciaram-na bem cedo, através do golo de Kokorin, obtido quando a Argélia estava momentaneamente reduzida a dez elementos, enquanto Brahimi estava junto ao banco de suplentes a estancar um sangramento na cabeça.

Não sentindo o toque, a Argélia foi mesmo a equipa que mais porfiou em busca do golo. A Rússia teve dificuldades em responder à iniciativa e energia dos raposas do deserto, e acabou por ser novamente traída por Akinfeev, que abordou mal a saída ao cruzamento que resultou no golo do apuramento argelino.

A recta final foi muito tensa, e não havia adepto no estádio que não roesse unhas, ou que não apelasse a todas as divindades para que ajudassem as suas equipas. As preces correspondidas foram as da Argélia, que terá agora pela frente a Alemanha; a Rússia vai para casa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 12:00




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930