Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário



Domingo, 26.01.14

Taça da Liga - FC Porto 3-2 CS Marítimo - Dragões vencem primeira sessão

sapodesporto

Não terá sido um jogo de fina água, mas em termos de emoção foi o oposto da partida com o Setúbal. Teve cinco golos, duas reviravoltas, e só no termo dos descontos se fixou o resultado final.

A chave deste grupo B da terceira fase acabou por residir na diferença de golos. Só FC Porto e Sporting tinham hipóteses de passar, e os dragões tinham um tento de vantagem. O inevitável Jackson abriu as hostilidades ao fim de 20 minutos, e poderia pensar-se que o FC Porto marcaria ainda um ou outro golo, face ao desinteresse que o Marítimo teria sobre este jogo em particular.

Mas rapidamente esses pensamentos se desvaneceram. Por vezes um jogo sem objectivos competitivos é o melhor para fazer uma equipa se soltar. E foi isso que o Marítimo fez, igualando praticamente de seguida e provocando o escândalo aos 34 minutos, ao passar para o comando do marcador.

Nesta fase os insulares praticavam um futebol interessante, diante de um relaxamento porventura exagerado por parte de um FC Porto que até só fez descansar Helton.

E pela primeira vez esta época Paulo Fonseca parece ter percebido o que se estava a passar, e fez entrar Josué para o lugar de Fernando ainda na primeira parte, trocando mais tarde Defour por Ghilas e Maicon por Quintero. Só substituições ofensivas.

Não se sabe se aconteceu porque o jogo não era de campeonato, onde os riscos desmedidos se pagam mais caro, mas certo é que o técnico portista mexeu na equipa com intenção. E progressivamente os dragões empurraram o jogo para o meio-campo maritimista, ainda que não fosse um sufoco na total expressão do termo.

Mas era nitidamente uma reacção à desvantagem. E a quatro minutos do fim, na sequência de um canto, Carlos Eduardo restabeleceu a igualdade. Com o Sporting a vencer por 1-3 no outro jogo, mais um golo bastava para o FC Porto se apurar, e seria Josué a vestir-se de herói, ao converter uma grande penalidade a segundos do termo do encontro, quando o jogo do Sporting já havia terminado.

Premiada a audácia do treinador, o FC Porto segue em frente, para defrontar o Benfica nas meias-finais. Mas pela reacção do presidente do Sporting em Penafiel a história promete não ficar por aqui.

Assim como não fica a de Porto e Marítimo, que se reencontram nos Barreiros no próximo fim-de-semana, a contar para o campeonato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 12:17




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031