Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CORTE LIMPO

Todas as fotografias neste blog encontram-se algures em desporto.sapo.pt, salvo indicação em contrário


Quinta-feira, 16.01.14

FC Porto 2013/14 - Avaliação de Inverno

sapodesporto

Com meia época decorrida, é tempo de tirar ilações sobre a prestação do plantel portista até aqui.

 

GUARDA-REDES

Helton: ao seu nível. Salvador numas ocasiões, comprometedor noutras, especialmente quando há mais gente a ver o jogo.

Fabiano: continua a ser o suplente na Liga e na Europa, ficando com as outras competições a seu cargo. E sempre que joga não compromete, sofre poucos golos, e faz valer a estatura para se impor na área. O FC Porto tem a baliza bem guardada, caso o brasileiro tenha paciência para esperar pela saída de Helton.

 

DEFESAS

Danilo: sem colocar em causa a sua competência, por vezes torna-se difícil perceber por que custou tanto dinheiro.

Maicon: o melhor defesa do actual FC Porto. As lesões têm-no impedido de ganhar ritmo.

Fucile: jogou na Supertaça mas rapidamente se eclipsou, deixando mesmo de fazer parte das escolhas do treinador, entre rumores de mau comportamento no balneário e de uma possível saída para um dos rivais de Lisboa.

Reyes: recém-chegado à Europa, foi pouco utilizado, apesar de ter deixado boas indicações num ou noutro jogo. Deve continuar a ganhar rodagem na equipa B.

Mangala: talvez a chamada à selecção francesa no final da época passada lhe tenha subido à cabeça, pois a entrada nesta temporada foi demasiado tremida. O erro em Belém, que custou dois pontos fê-lo descer à terra, e aos poucos vai regressando à exuberância e ao vigor a que habituou os adeptos.

Alex Sandro: tem sido o elemento mais imune aos erros defensivos da primeira parte da época. Competente tanto a subir no terreno como a defender, falta-lhe ser mais preponderante no cruzamento e a servir o extremo do seu lado.

Otamendi: está longe do nível a que se exibia quando chegou, e que lhe garantia um lugar na selecção argentina. Estará com a cabeça numa saída? Será só um ano mau? Tem meia época para esclarecer a questão.

 

MÉDIOS

Lucho González: a alma do balneário. Mas a idade começa a pesar, e as pernas já não duram 90 minutos como na primeira passagem pelo Dragão. A jogar mais avançado do que com Vítor Pereira, continua a dúvida sobre o porquê de marcar poucos golos.

Josué: há muito que o FC Porto não tinha um jogador assim, de raça e amor à camisola, a fazer lembrar Paulinho Santos. Jogou muitas vezes fora de posição, o que lhe quebrou o rendimento. Ainda assim, precisa de mostrar algo mais do que combatividade a toda a prova.

Quintero: chegou esta época rotulado de craque, mas não foi imediatamente lançado às feras. Quando jogou nem sempre fez a diferença, e a falta de minutos já lhe motivou queixas. É jovem e é o seu primeiro ano na Europa. Recomenda-se mais um pouco de paciência.

Izmailov: o desaparecido. Há meses a tratar de assuntos pessoais, o secretismo à volta da sua situação apenas junta mais pontos de interrogação àqueles que já existiam nos seus tempos de Sporting. Respostas precisam-se.

Herrera: outro recém-chegado, foi infeliz no jogo com o Zenit, e desastrado na visita ao Sporting na Taça da Liga. Parece valer mais do que mostrou até agora. Espera-se que seja só o choque de um ano de aprendizagem num novo ambiente.

Carlos Eduardo: mais um dos reforços, a qualidade que mostrou quando começou a ser utilizado leva a pensar se teriam sido necessários tantos experimentalismos no meio-campo. Com bom toque de bola e visão de jogo, o brasileiro promete. A expulsão em Alvalade e um jogo mais discreto na Luz esvaziaram um pouco o balão, mas a expectativa mantém-se.

Fernando: o “Polvo”. Um dos destaques, senão mesmo “o” destaque até agora. Como sempre mais apto a destruir o jogo adversário do que na construção, se fosse melhor nesse aspecto do jogo certamente seria titular da selecção brasileira.

Defour: o belga é um todo-o-terreno. Não tão espectacular como João Moutinho, mas igualmente adaptável e eficaz. Não se entende por que não é mais utilizado, ainda para mais numa fase em que podia aproveitar a embalagem do bom momento da sua selecção. A insatisfação já está à vista.

 

AVANÇADOS

Jackson Martínez: não tem sido o mesmo Jackson da época passada, mas continua a ser dono e senhor do lugar, e a marcar golos em todas as competições…

Ghilas: … ofuscando este argelino que tão bem se tinha mostrado no Moreirense, e que ainda não marcou qualquer golo nas poucas vezes em que jogou.

Varela: imprevisível. Não no bom sentido. Não se sabe qual o Varela que vai estar em campo – se o que vai driblar, cruzar e ainda tem tempo para visar a baliza, ou o Varela inconsequente e alheio do jogo.

Licá: entrou na época a todo o gás, mas tem vindo a decair de rendimento e de ideias. Muito preso aos mesmos movimentos, ainda não encontrou uma solução para voltar ao nível dos primeiros jogos.

Ricardo: demasiado discreto, ainda que não comprometa. Já foi testado a lateral.

Kelvin: outro dos menos utilizados, o que dificulta descolá-lo do golo ao Benfica na época passada.

Iturbe: apenas esteve no início da época, sendo depois emprestado ao Verona. No Porto ora parecia inconsequente, ora queria correr, driblar, passar e rematar, tudo ao mesmo tempo. Em Itália tem marcado golos, o que adensa a dúvida: quereria mesmo jogar no FC Porto?

 

O mercado de Janeiro trouxe Quaresma, que apenas teve tempo de fazer um jogo e meio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Miran Pavlin às 11:29

Segunda-feira, 12.08.13

A pré-época - Balanço

 

O Sporting fez ontem o último dos jogos de preparação para época 2013/2014. Neste último mês foram notórias as diferenças entre esta equipa e uma outra que jogou com as mesmas cores na época passada. Aliás, arrisco a dizer que qualquer semelhança entre as duas é pura coincidência... 

Tenho dito às pessoas que me rodeiam, que há apenas uma contratação que não pode falhar este ano: o treinador. E até agora o trabalho realizado tem-se sentido de uma forma muito positiva. Nota-se um grupo concentrado, com vontade de interpretar em campo as ideias do treinador, praticando um futebol de processos mais simples, mais rápido, ao primeiro toque. E com esta nova filosofia, este novo modelo de jogo parece-me que há interpretes mais talhados para o executar do que outros. Assim sendo não me chocará se na próxima semana Wilson Eduardo for titular em vez de Diego Capel. E Carrillo comece no banco também. Que Gerson Magrão pegue de estaca no onze, em especial se mantiver esta atitude competitiva. E que William Carvalho jogue no miolo, com ou sem Rinaudo.
Montero parte em vantagem para jogar na frente de ataque, sobretudo por ter mais tempo de treino. Slimani é o avançado com as características que o Sporting precisava há muito tempo, mas resta saber se a adaptação ao futebol português será rápida, e se ao bom porte físico se juntam os atributos técnicos para não ser mais um "purovic" desta vida.

Na defesa moram as maiores incógnitas. Na direita Cédric Soares procura a época de afirmação, mas terá de mostrar muito mais. Welder não comprometeu  na pré-época mas é cedo para dizer que será uma alternativa viável à posição de defesa direito. Na esquerda Jefferson será a primeira opção (parece que Evaldo será bem encaminhado para outras paragens...), tenho como sombra a adaptação de Rojo ou um dos defesas da equipa B (Mica ou King). No meio há que lamentar a falta de propostas para a venda de Rojo, claramente o jogador mais sobrevalorizado do plantel, com uma especial apetência para comprometer e pôr a defesa em apuros. Apesar disso espera-se que seja titular...
Dos restantes candidatos ao centro da defesa, confesso que fiquei impressionado com a pré-época tranquila de Maurício, que cumpriu com eficácia e alguma classe o seu papel. Eric Dier pela sua estatura e entrega, parece-me que terá lugar de caras nesta equipa assim que estiver a 100%. Tiago Ilori é uma carta fora do baralho (pelo menos por enquanto) e todos os outros centrais deverão ser opções regulares na equipa B, sendo chamados à A quando necessário.

No meio campo surpreendeu o ritmo competitivo de Adrien Silva nesta pré-época. Absolutamente irreconhecível! E o supracitado William Carvalho. André Martins tem assumido um papel importante no meio campo e deverá ser opção regular para Jardim. André Santos e Chaby partirão em desvantagem, embora também não tenham comprometido neste último mês.

Na frente de ataque tenho pena que esta não seja a época de afirmação de Labyad, um talento demasiado bem pago para o seu próprio bem. Cissé partirá em desvantagem em relação a Montero & Slimani, mas pode ser que consiga somar minutos ao longo da época. E como dito no ínicio do post, o estilo rápido e simples do futebol de Jardim perde gás no individualismo de Capel e Carrillo. Apesar do espanhol continuar a ser um dos favoritos das bancadas, será necessária uma evolução do seu jogo colectivo para poder dar à equipa aquilo que ela precisa. O mesmo com Carrillo, que a pesar de ter marcado um golo ontem, com a sua habitual displicência perdeu demasiadas bolas na frente de ataque. 

Faltou apenas falar na situação da baliza, que ficará sempre bem entregue quer Rui Patrício fique ou saia.  

 

Depois de uma época miserável a todos os níveis (em especial em termos exibicionais), o Sporting acabou a pré-temporada com indicadores positivos, mostrando que será capaz de se apresentar em muito melhores condições do que há meses atrás. Daqui a algumas semanas será fácil criticar se tudo correr mal, mas agora, antes dos jogos oficiais, parece-me que o Sporting, com a matéria-prima da academia e uma série de contratações de baixo custo, montou uma equipa capaz de brindar o seu público com bom futebol e apresentar resultados positivos caso a sorte e as habituais condicionantes que persistem no futebol português assim o permitirem. Sinal mais para a equipa técnica (ao que parece, alguns destes reforços low-cost estavam debaixo de olho há algum tempo) e para a equipa directiva. Segue-se o Arouca, desta vez a doer, no regresso das matinés a Alvalade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Kirovski às 18:30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2019

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Posts mais comentados